3 de abr de 2011

Concluído: Enelock e a Saga Legado Goldshine

Saudações amigos!

Como eu disse no twitter minutos após escrever as últimas linhas do livro Enelock:
"É com grande honra, arrepiado e com olhos marejados que posso dizer com coração apertado: Terminei Enelock e a saga Legado Goldshine!"


Ainda que já tenha escrito o final de dois livros, eles não deixavam de ser um "até logo", pois na sequência a aventura daqueles personagens continuaria. Eu sabia que os encontraria novamente em Grinmelken e que em pouco tempo estaríamos trabalhando juntos novamente.
Já encerrar a trilogia Legado Goldshine traz um sentimento bem diferente. É uma mistura de satisfação e saudade.
É um sentimento que anima e me faz pensar: "Esta coisa valeu a pena".


Claro, acompanham tais sentimentos uma pitada de medo: O que os meus leitores vão achar deste fim? Como a obra, agora completa e com segredos escancarados à todos, será vista pelo público?

E ainda vem a ansiedade: Revisões. A divulgação. Negociações com a editora. A data do lançamento e a espera para poder pegá-lo nas mãos para colocá-lo ao lado dos outros dois irmãos que o aguardam aqui, ao lado do meu teclado.

Sobre a jornada, aqueles que leram a matéria feita pelo Canto e Conto, sabe muito bem que estou na estrada com o Legado Goldshine a praticamente seis anos. Foram muitos dragões, itens mágicos, magos, criaturas fantásticas, rituais, vampiros, zumbis e mais uma sorte de criaturas fantásticas.
Nesta minha aventura, paralela a de nossos personagens, tive toda a jornada do herói que costumamos presenciar. Aprendi como se lutava no mercado editorial, enfrentei desafios cada vez maiores, tive minhas lutas épicas e também meus momentos tristes.
Bem tristes.
Agora, vejo a vitória. E vejo além. Eu vejo que a estrada continua e me encontro empurrado por este caminho por centenas de pessoas que vislumbraram Grinmelken junto comigo e hoje querem mais.
Pessoas que querem continuar a atravessar o portal e visitar este mundo que criei.
E eu prometo: Manterei o portal aberto e lhes trarei outras histórias.

Neste momento de alegria, eu quero agradecer a todos que me ajudaram de algum modo. Todos, desde o amigo Welber, que há uns 15 anos acendeu a pequena chama de Grinmelken em mim até a jovem Luana, que veio me falar que adorou o Filhos de Galagah, segundos depois de eu ter escrito a última linha do Enelock.
Todos vocês representam minha base e provam, sem sombra de dúvidas que um Escritor não se faz sozinho.
Algumas pessoas em especial fizeram sair este livro e a elas, lanço meu obrigado maior:
Minha esposa Pripri Cunha "Fofa como um botão", que permitiu que eu ficasse noites e mais noites, ano após ano, escrevendo esta saga, aturando mal humor, bom humor e ansiedade infantil para que ela lesse cada capítulo assim que eu os escrevia.
Meu amigo Daniel Alencar, que discutiu mais que nunca cada cena, diálogo e motivação dentro desta obra. Sempre forçando o meu melhor, indagando e criticando de modo sábio. Sendo paciente para me fazer ouvir ( E aqueles que sabem o cabeça dura que sou, entendem o valor disto.) e insistindo em apontar minhas falhas.
A estes dois, que já trazem seus nomes nos primeiros livros, sou mais grato.
Porém, seus nomes não estarão na dedicatória de Enelock.
Este será um livro dedicado a uma só pessoa, que deixou saudades e não esperou pelo fim da minha história.

É isso...

A Saga do Legado Goldshine acabou.

Começo agora, em meio às revisões e correria da publicação, uma nova história. Eu começo a contar o que aconteceu com "Alexia Garras de Grifo".
Também trarei alguns contos até o meio do ano.

Desejem-me sorte.
Um grande Abraço!

Leandro Reis

13 comentários:

Guto Fernandes disse...

Meus Parabéns por ter chegado até aqui Leandro, todo esse sacrifício e esforço com certeza serão recompensados!

Agora estou ansioso para que o livro seja lançado e eu possa me deliciar com Legado Goldshine assim como foi muito bom devorar os contos no site da trilogia.

This Gomez disse...

Aah, eu posso apenas começar a imaginar o que sentiu, ao concluir essa saga, Leandro.

O.O
A dedicatória de Enelock abre margem para duas interpretações...

Será que saberemos qual personagem se foi assim que folhearmos as primeiras páginas?

*.*
Muito, muito curiosa \o/

Abraço grande, querido, e que mais trabalhos seu trilhem esta estrada de sucesso ^^

Vincent Law disse...

Bem legal, Leandro. Seria ainda mais legal se criasse um post lá no Mundo da Literatura para que o pessoal soubessem disso. Lembre-se que você faz parte do grupo de lá.

E se quiser que as suas duas obras estejam na "Galeria de Livros" postaremos lá se for pedido aos organizadores.

http://o-mundodaliteratura.blogspot.com/

Boa sorte, digo mais sorte daqui em diante.
Abraço.

bibs disse...

eu imagino, apenas imagino, como vc deve estar se sentindo agora.
desejo que dê tudo certo ao Enelock e espero ansiosamente que saia um box com a trilogia para eu lê-la logo *-*
parabéns pela cria =)

beijos
bibs

Conexão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Cara...

De verdade nem tenho palavras pra descrever o quanto estou feliz de ver uma jornada terminando.

Sei que outras virão, e que você estará ainda mais preparado para elas, com garra e com o talento que é todo seu!

Quanto a dedicatória, que linda homenagem. Vai tirar algumas lágrimas de todos que conheceram, com certeza.

Um forte abraço, muita luz em seu caminho, e espero ver ainda mais vitórias nessa sua jornada "épica"!

Chico

LICÍNIO SOUZA disse...

bacana Leandro,
compartilhar as sensações de um clico q vai se encerrando.

"É um véu q encobre revelando,
e revela encobrindo" novos mistérios e rumos.

trabalho duro! Espero q mantenha sempre a curva de crescimento, q é bem ingreme na verdade, repleta de criatividade,pró-atividade, sacadas, estudo, superação.

sucesso!

LICÍNIO SOUZA disse...

*ciclo !! =)

Marina Oliveira disse...

Leandro, parabéns por ter chegado até aqui e estou torcendo para que vá muito mais além.
Estou esperando ansiosa pelo último livro *-*
Que Enelock seja um sucesso! :)
Beeeijos

Priscila Cunha disse...

Ahhh! Não me faz chorar seu bobo! :)

Também estou com sentimento de saudades! Em ambos os sentidos! :)

O final da trilogia é algo feliz e triste ao mesmo tempo! Feliz pela sensação de missão cumprida, trabalho concluído, objetivo alcançado.
Triste porque quando eu verei novamente estórias da minha heroína predileta??? Será que verei??? Só vc poderá me dizer!

Um livro não se faz sozinho mesmo... Mas saiba que a sua dedicação, o seu amor, o fizeram chegar onde está. Foi você que acreditou no seu sonho, correu atrás, fez acontecer!
Ambos sabemos o quanto isso faz diferença.

Eu mais do que ninguém, te desejo toda a sorte e sucesso do mundo! Eu sei de verdade o quanto vc merece!

Te amo meu bobo da corte!

Sempre sua, Galatea!

Giovane disse...

Um post muito tocante. Não sabia se comentava aqui ou lá no blog, o importante é que estou feliz por ti, Radrak, pois estou certo que encerraste a saga com chave de ouro. Mas não posso também deixar de ficar um pouco triste, pois embora a Saga Legado Goldshine esteja entre aquelas cujo desfecho eu mais aguardei, o fim também traz a certeza de que dificilmente tornarei a acompanhar grandes aventuras protagonizadas por heróis e heroínas tão cativantes quanto os criados por ti. Personagens estes que não cativaram apenas a mim, mas também a três amigas minhas, o que me deixa ainda mais feliz.

Fico aqui na expectativa,aguardando Enelock e me preparando para a saudade que eu sei que virá!

Grande abraço e boa sorte aí, meu bruxo!

Patricia disse...

Você merece tudo que dizem. Parabéns pelo seu esforço, sua garra e por esta obra tão linda. Aguardamos mais estórias e aonde quer que esteja, ela está torcendo por você, sendo um dos seus anjos...

Leandro Reis disse...

Galera! Não tenho palavras para agradecer os comentários.
Fico imensamente feliz com o apoio de todos. Familiares e amigos, tanto os amigos antigos, quanto os novos, que conheceram Grinmelken e, como eu, se apaixonaram por esta saga.

Na falta de algo melhor:
Muito obrigado! Sou mais que grato pelas demonstrações aqui registradas.